Ads_face-risco-franquias-1.png

 

Aproveitar canais de distribuição e logística, conquistar a credibilidade de um nome ou marca já conhecidos e contar com o apoio de um franqueador são apenas alguns dos motivos pelos quais muitos empresários investem no Franchising.


Optar por uma franquia ao invés de abrir a própria empresa do zero pode ser uma alternativa mais segura, mas isso não significa que não apresente riscos. Para que o negócio tenha sucesso e sua unidade não feche as portas é preciso ter atenção! Saiba quais principais riscos ao abrir uma franquia e proteja seu negócio: 

As unidades competem entre si

Um dos riscos que mais passam despercebidos ao abrir uma franquia é a saturação de mercado, que aumenta a competição entre diversas unidades da rede em um mesmo ponto comercial. Antes de assinar qualquer documento, confira qual é a política de regiões da marca franqueadora e se ela prevê competição entre unidades.  

Você pode encontrar todas as informações sobre empreendimentos franqueados na Circular de Oferta de Franquia (COF), que determina o território de atuação do franqueado.                                                                                                                              

A comunicação não é eficiente

Se a comunicação entre franqueado e franqueador não é eficiente, o desenvolvimento da rede de franquias é comprometido. Mesmo que o franqueado tenha menor flexibilidade ao gerir as operações financeiras e contábeis, ele deve falar a mesma língua que o franqueador.

Para evitar uma comunicação ruim, observe a estrutura de comunicação do franqueador e se ele conta com um departamento interno ou uma empresa especializada para que exista um diálogo entre ambas as partes.

 

41393162_l.jpgA comunicação entre franqueado e franqueadora é mais do que essencial para um bom relacionamento

 

Não fazer uma análise de viabilidade financeira

Nem sempre o custo para inaugurar uma franquia é aquele descrito pelo franqueador. Não fazer uma análise de viabilidade financeira é um fator de risco que muitos franqueados enfrentam, comprometendo seus recursos ou, até mesmo, seu negócio.

A melhor forma de poupar investimentos (e dor de cabeça) é fazer uma análise de mercado sob o ponto de vista financeiro. Números não mentem!

 

Falta de suporte do franqueador

Outro fator que compromete o sucesso das franquias e pode, até mesmo, fechar suas portas é a falta de auxílio do franqueador.

Por isso, é preciso pesquisar o histórico da marca com qual você pretende se associar e avaliar o franqueador em sites como o ReclameAqui ou em redes sociais para que outros empresários não corram o mesmo risco.

Outra maneira de saber qual marca franqueada tem credibilidade no mercado é verificar ganhadores recentes do Prêmio ABF Destaque Franchising, da Associação Brasileira de Franchising (ABF). Assim, você já tem uma ideia de quais empresas atingiram um nível considerável de satisfação entre clientes e demais franqueadores.

 

Demora do retorno do investimento

O retorno do investimento em franquias pode demorar muito mais tempo do que o prometido pelos franqueadores, que varia de 18 a 36 meses, em média. Se você pretende abrir um empreendimento, não aposte todas as suas fichas em fluxos de caixa otimistas demais.

O ideal é trabalhar com um prazo máximo de retorno informado pela marca para não trabalhar com expectativas muito altas e acabar colocando o projeto em risco. Além disso, uma reserva de capital pode ajudar nessa situação, superando um início mais lento.

Outra boa forma de escolher qual a melhor franqueadora para ser associado é consultar a lista dos ganhadores recentes do Prêmio ABF de Destaque Franchising. 

 

48131760_l.jpgO retorno do investimento feito demorou mais do que o esperado?
O problema pode ser suas expectativas!

Falta de atenção ao assinar contratos

Analisar documentos como o Contrato de Franquia e o Circular de Oferta de Franquia com a ajuda de um advogado é ideal para interpretar todas as cláusulas contratuais que compõem a estrutura jurídica do negócio.

Arriscar seu potencial negócio pela empolgação não é uma boa ideia! Portanto, se você ou seu advogado chegarem ao consenso de que a relação comercial está desprotegida ou beneficia muito mais o franqueador do que o franqueado, procure outras opções.


Mas, e aí… qual o verdadeiro risco em ter uma franquia?

Já contamos para você que o lucro que se ganha por meio de produtos e serviços é a chave principal para ter uma franquia de sucesso. O principal responsável pelo controle de capital, bem como a motivação da equipe e a comunicação da equipe é o franqueado, ou seja, você!

A melhor forma de se desviar de riscos e armadilhas no mercado de franquias é investir em conhecimentos como recursos humanos e administração, além de participar de cursos de gestão de negócios.

Fazer cursos especializados e trocar ideias com outros profissionais, talvez mais experientes no segmento, é uma excelente maneira de encontrar soluções para futuros problemas.

de inserir no final que uma forma boa é consultar a lista dos ganhadores do prêmio de destaque da ABF dos últimos anos, para escolher as melhores franqueadoras para ser associado. 

Guia: Franquia de Idiomas